BR Confidencial

Br Convida

Cirurgias plásticas no pós-parto

Os meses de preparação para a chegada do filho faz a futura mamãe adentrar um novo universo, de novos hábitos e descobertas. A maternidade exige também que a mulher faça renúncias e tenha uma nova visão sobre a sua saúde e cuidados médicos redobrados. Afinal, sua vida passa a ter responsabilidade dupla: por ela e pelo bebê.

Após o parto, e já de volta à vida cotidiana, a recente mamãe se depara com a vontade de recuperar as medidas que seu corpo tinha antes da gravidez. Muitas mulheres, inclusive, ficam ansiosas para terem o abdômen e os seios recuperados rapidamente.

A recente mamãe carrega a responsabilidade de abrigar o bebê com todo seu amor e saúde. @Reprodução da internet

A recente mamãe carrega a responsabilidade de abrigar o bebê com todo seu amor e saúde. @Reprodução da internet

Cada corpo possui seu tempo, no entanto, de adaptação ao novo ritmo e às necessidades fisiológicas. O organismo feminino passa por importantes transformações hormonais. Com a pressa, muitas mamães decidem procurar por medidas rápidas para ter o corpo em forma. Os médicos, por sua vez, alertam sobre os riscos de aplicar novas sessões cirúrgicas no corpo, e aconselham que a cirurgia seja realizada, no mínimo, entre 8 e 12 meses do nascimento do bebê, e mesmo assim somente se a mulher já estiver num peso próximo ao ideal.

“Diferente do que muitos imaginam a função da cirurgia plástica não é emagrecer, mas proporcionar maior harmonia estética”, alerta Arnaldo Korn, diretor do Centro Nacional – Cirurgia Plástica. É normal, durante a gravidez, engordar um quilo por mês e durante a recuperação da silhueta, a expectativa de perda de peso pode ser breve, ou pode ocorrer em um período de 3 a 6 meses, especialmente se houver amamentação. Porém, para a maioria das mulheres o processo pode ser um pouco mais lento.

Médicos aconselham que a cirurgia seja realizada, no mínimo, entre 8 e 12 meses do nascimento do bebê. @Reprodução da internet

Médicos aconselham a realizar a cirurgia plástica entre 8 e 12 meses do nascimento do bebê, no mínimo. @Reprodução da internet

Dados do Centro Nacional de Cirurgia Plástica informam que o procedimento mais procurado pelas mamães é a correção da mama, seja com fins de redução do tamanho ou até de implante de silicone, como a apresentadora Xuxa. A flacidez e a sensação de “queda” também preocupam as mulheres. A recomendação dos médicos da área é de que essas plásticas de mama sejam feitas cerca de três meses após o término da amamentação.

Médicos lembram não só dos riscos da cirurgia e da exposição do corpo a procedimentos de correção e implantes, mas também do período de recuperação, repouso e cuidados especiais que o período pós-cirúrgico demanda. Pense bem se vale a pena se apressar com o apelo da beleza e da vaidade ou se é melhor e mais saudável esperar sem ansiedade e aproveitar intensamente os primeiros meses de vida da criança.

Ir em busca da vaidade ou aproveitar intensamente os primeiros meses de vida da criança sem ansiedade? @Reprodução da internet

Ir em busca da vaidade ou aproveitar os primeiros meses de vida da criança sem ansiedade? @Reprodução da internet

Para as mamães que já estão decididas quanto ao procedimento de cirurgia plástica, o indicado é fazer o acompanhamento com um bom cirurgião, que seja registrado no órgão regulador de medicina e que tenha um impecável histórico profissional. Ao encontrar o médico, há uma série de informações a serem trocadas, entre elas se a mulher vai ter mais filhos; se ela tem algum problema de saúde; se o que ela quer é possível de ser realizado, entre outros detalhes importantes para o procedimento médico.

Deixe uma resposta

Comentar