BR Confidencial

Você sabia?

História do leque

ter, 05/11/13

A gente que mora num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza sabe que com o calor o suor às vezes toma conta, né?! Pra refrescar, o leque é usado desde as antigas pelas mulheres e pelos homens. Segundo relatos e pinturas antigas, o uso do acessório começou na dinastia egípcia. A diferença é que estas peças eram enormes e  manuseadas por escravos pra abanar o Faraó.
©Reprodução
Os gregos, no século V a.C., também usavam os leques. E abanar a esposa enquanto ela dormia era uma prova de amor. Que fofo! Conta-se que com um primeiro contato com o Oriente na época das Cruzadas, entre os séculos XII e XIII, novos tipos de leque chegaram à Europa. O mais conhecido até os dias de hoje teve origem na China, no século VII. Diz-se que ele foi inspirado nas asas de um morcego, que se abria e fechava com facilidade. Assim foram criadas as peças retráteis, como conhecemos hoje.

©Reprodução

©Reprodução

 

A peça foi sucesso na Europa em fins do século XV. E apesar de ser utilizada incialmente por mulheres mais ricas, ele rapidamente popularizou-se. Já no século XVII o leque se tornou uma espécie de vitrine que mostrava os gostos da época, como os movimentos artísticos do momento.

Outra curiosidade é que na Corte Francesa do século XVIII, quando o acessório era um complemento indispensável ao vestuário de uma grande dama, as moçoilas usavam o artefato pra se comunicarem por códigos, sendo discretas. Por aqui, a peça surgiu no século XIX, com a chegada da Família Real Portuguesa, e boa parte da Corte. Quanta história!

Deixe uma resposta

Comentar