BR Confidencial

Você sabia?

História dos blocos: Cacique de Ramos

Os “índios” do Cacique de Ramos, nos anos 1970 - Foto: Divulgação

Os “índios” do Cacique de Ramos, nos anos 1970 – Foto: Divulgação

Vamos falar hoje do Cacique de Ramos, que é outro bloco que atravessou a ditadura em desfile – e um dos que mais reúne estrelas do samba entre seus membros, crias e fundadores. Fundado na Zona Norte do Rio de Janeiro em janeiro de 1961, nenhum outro bloco lançou tantos clássicos do samba quanto o Cacique – basta dizer que, antes de serem gravadas e se tornarem grandes sucessos, “Coisinha do pai”, de Almir Guineto, Luiz Carlos e Jorge Aragão, e “Vou Festejar”, de Jorge Aragão, Dida e Neoci Dias, foram temas do bloco.

Desfile do Cacique de Ramos, em 1978 - Foto: Divulgação

Desfile do Cacique de Ramos, em 1978 – Foto: Divulgação

O grupo Fundo de Quintal nasceu dentro do Cacique, e entre seus membros históricos estão Arlindo Cruz, Jovelina Pérola Negra, Luiz Carlos da Vila, Jorge Aragão, Almir Guineto, João Nogueira, Zeca Pagodinho e Beth Carvalho – que não só popularizou vários dos sambas do Cacique em suas gravações, como tornou-se madrinha do bloco.

As rainhas do Cacique de Ramos - Foto: Reprodução da Internet

As rainhas do Cacique de Ramos – Foto: Reprodução da Internet

O Cacique de Ramos desfila na Avenida Rio Branco, com concentração na esquina da Avenida Presidente Vargas, aos domingos, segundas e terças de Carnaval, às 20hs.

Deixe uma resposta

Comentar