BR Confidencial

Você sabia?

O significado do ‘i’ de iPhone, iPad, iMac…

Steve Jobs, o criados da Apple - Foto: Reprodução

Steve Jobs, o criados da Apple – Foto: Reprodução

Todos nós sabemos que Steve Jobs,  o fundador da Apple, não deixava escapar um mínimo detalhe dos produtos que criava. Ele tinha uma obsessão pela perfeição que se traduzia não só no design e nas funções técnicas de seus produtos, mas também na escolha de seus nomes: iMac, iPod, iPhone, iPad, iTunes… Todos eles já fazem parte do nosso vocabulário cotidiano, mas, qual é o seu significado? Por que se repete esse mesmo padrão com um i minúsculo no começo de cada palavra?

Essa é uma pergunta frequente em fóruns de discussão na internet, como o deQuora, que parece ter encontrado a resposta em uma das apresentações marca da casa feitas por Steve Jobs, em 1998. O evento da própria companhia, para apresentar o primeiro modelo de iMac, pode ser visto, mesmo que em baixa qualidade, no vídeo do YouTube abaixo. E nele se encontra a explicação sobre a letra i: “iMac vem da união entre a emoção da internet e a simplicidade do Macintosh”, afirmava seu criador.

“Nosso foco é a necessidade de uso número um que os consumidores dizem querer em seu computador: poder se conectar à internet de forma simples e rápida. Esse é o objetivo desse produto”, explica Jobs durante a apresentação.

Imagem de um dos slides da apresentação de 1998 de Steve Jobs que pode ser assistida no YouTube.

Imagem de um dos slides da apresentação de 1998 de Steve Jobs que pode ser assistida no YouTube.

Internet: era a esse elemento que Jobs queria que os consumidores associassem seu computador. Mas não era só isso. O iMac, assim como aparece nos slides mostrados por ele durante o evento, também estava baseado em outros quatro conceitos que começam com a letra i: “indivíduo, instruir, informar e inspirar”.

Desde esse primeiro iMac de 1998, quase todos os produtos lançados pela Apple mantiveram a letra i, uma característica particular de seus nomes, e também a conexão com a internet, como forma de identidade: o reprodutor de arquivos em mp3 iPod, o revolucionário smartphone iPhone, o tablet iPad…

 

Deixe uma resposta

Comentar