BR Confidencial

Br Convida

Wanderley Nunes conta sobre visagismo

ter, 20/09/16

A personalidade é o ponto que mais se destaca no momento de definir o corte e a cor, levando em conta sempre o que queremos transmitir e buscando enxergar sempre além. “O que há de mais delicado e necessário na hora de escolher o corte e a cor do cabelo é a personalidade, utiliza-se o visagismo para auxiliar a desvendar a de cada um”, coloca Wanderley Nunes, fundador do Studio W e um dos maiores hairstyle do país.

Wanderley Nunes 'w o cabeleireiro queridinho dos famosos - Foto: Reprodução

Wanderley Nunes é o cabeleireiro queridinho dos famosos – Foto: Reprodução

O visagismo possui algumas classificações, que se aplicam aos diferentes tipos de pessoas e a personalidade de cada uma delas. Essas classificações ajudam a definir a linha que seguirá cada corte e cor e é importante não seguir mais de um tipo de definição em uma só pessoa.

beleza Fleumática é a beleza das pessoas serenas e meigas, Wanderley explica que essas “são as pessoas que possuem linhas arredondadas e, para elas, deve-se procurar manter o cabelo combinando com os traços. Como a cor dessas pessoas é o roxo, arriscar loiros platinados podem não se encaixar muito na definição, então castanhos e pretos são o ideal”.

Já a beleza Colérica é a que pertence às pessoas de personalidade forte. A cor é o vermelho e os traços são geralmente grossos e fortes. “Para o corte e a cor são indicadas tonalidades quentes, repicados e ondulados”, explica o hairstyle.

Outro tipo é a beleza Sanguínea, representada pelas pessoas com entusiasmo e alegria. Os traços são inclinados e a cor é o amarelo. “Essas pessoas são as que possuem os fios mais iluminados e naturais. O loiro facilita expressar toda a energia da pessoa sanguínea. Nada de cortes retos aqui”, coloca Wanderley.

Por último vem a Beleza Melancólica, caracterizada pela cor azul e por pessoas bastante artísticas e organizadas. “Aqui, os cortes retos estão liberados, mas não são unanimidade. Os tons mais escuros se encaixam melhor, então novamente a dica é arriscar os pretos e castanhos”, define Wanderley Nunes.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Cada um sabe o que quer expor ao mundo, o visagismo desvenda cada pessoa e descobre o que cada uma quer dizer com a própria aparência. “Poder auxiliar as pessoas nesse momento de identificação é maravilhoso, por isso eu amo o que faço”, completa Wanderley.

Deixe uma resposta

Comentar